Projetos Europeus – passado e presente

Captura de ecrã 2017-09-11, às 17.46.37.png

A Appt21/ Centro de Desenvolvimento Infantil Diferenças tem participado, há já vários anos, em diversos projetos europeus, que promovem a autonomia e a inclusão social das pessoas com Perturbação do Desenvolvimento Intelectual (PDI), através de ferramentas que diminuem a dificuldade no acesso à informação, como ferramentas de easy reading, (por exemplo, os guias turísticos acessíveis do Smarth Tourism), ou através de plataformas digitais de aprendizagem, como o projeto Poseidon. No passado mês de agosto, terminaram mais dois projetos em que a associação esteve envolvida: o projeto Healthy DS, cujo principal objetivo era a capacitação das pessoas com T21, bem como do coletivo à sua volta, para um estilo de vida mais saudável, através de uma metodologia de aprendizagem envolvendo plataformas digitais, que as tornasse mais conscientes nas suas escolhas alimentares e atividade física, de forma a prevenir o sedentarismo e a obesidade. A nível nacional, estiveram 17 jovens adultos envolvidos, bem como as suas famílias e outras associações: Olhar 21 e Cercica. Após reunião final do projeto e revisão dos materiais e da plataforma digital, os respetivos estarão brevemente disponíveis a todos os queiram e estejam interessados num estilo de vida mais saudável, no endereço www.healthyds.eu.

Finalizou também o projeto OMO, iniciado em 2014, que tinha como objetivo a criação de uma rede de hotéis e restaurantes inclusivos, certificados para formação in loco, promovendo a inserção de pessoas com PDI, no mercado de trabalho em contexto hoteleiro e de restauração. Para que este objetivo fosse alcançado, foram desenvolvidas várias ferramentas, que visavam os diferentes interlocutores do projeto: uma App, para o estagiário com PDI, servindo como material de aprendizagem inovador para um projeto de autonomia para o futuro; Vídeos Tutoriais, para os colegas, servindo como ferramenta educativa inovadora para melhorar a relação do indivíduo com PDI com os colegas tutores; e um Kit de Qualidade para as empresas, composto por: um código de conduta a ser adotado pelo restaurante/hotel que recebe o estágio e um manual de boas práticas, que explica como aplicar as regras do código de conduta. Foi criado o selo Valueable, uma certificação internacional que atesta que a empresa à qual foi atribuída, pertence a uma rede europeia de hotéis e restaurantes socialmente responsáveis, e que oferece oportunidades de desenvolvimento profissional a pessoas com PDI. Neste momento, existem a nível nacional, 8 hotéis e 1 restaurante com o selo Valueable e estiveram envolvidos na fase final do projeto 12 estagiários (dois dos quais conseguiram um contrato de trabalho), 16 associações, 1 instituição social e 2 parceiros institucionais. O projeto obteve excelentes resultados, não só em Portugal, mas também nos outros países envolvidos (Itália e Espanha), e para todos os que estão interessados em fazer turismo socialmente responsável poderão consultar, muito brevemente, os hotéis e restaurantes pertencentes a esta rede, no endereço http://valueablenetwork.eu/

O presente: devido à pertinência e sucesso do Projeto OMO, a coordenação decidiu candidatar-se novamente a fundos europeus e, em plenas férias, tivemos a fantástica notícia que iriamos ser financiados para uma continuação mais sustentável da rede Valueable. O Projeto Valueable alargou as suas parcerias e, para além de Itália, Espanha e Portugal, contará também com a participação da Turquia, Hungria e Alemanha, tendo como objetivos o fortalecimento desta rede europeia de hotéis e restaurantes inclusivos, através da partilha da metodologia desenvolvida anteriormente e a troca de práticas laborais, desta feita com estágios em unidades fora dos países de origem. O projeto terá a duração de dois anos e, brevemente teremos mais novidades.

Estaremos também envolvidos noutro projeto europeu, Virtual Ds, que pretende através de uma abordagem inovadora, aumentar a participação e performance de aprendizagem das pessoas com T21, promovendo a integração no mercado de trabalho. Serão desenvolvidos materiais e ferramentas de aprendizagem, através da criação de uma metodologia que envolve a utilização da realidade virtual, como criador de situações de treino, repetíveis, diminuindo o tempo de adaptação no local de trabalho facilitando, desta feita, a integração efetiva junto dos colegas de trabalho. Toda a metodologia envolvida terá como base o modelo de emprego apoiado. Estarão envolvidos neste projeto parceiros de: Espanha, Portugal, Reino Unido, Eslovénia e Roménia.

Com o envolvimento nestes projetos europeus, a Appt21/CDI Diferenças poderá fortalecer e alargar o seu projeto de inserção Profissional Eu quero Ser, consolidando metodologias, melhorando-as e estabelecendo uma rede de parcerias forte e estruturada, de forma a poder efetivamente ajudar todas as pessoas com Perturbações do Desenvolvimento a ter um projeto de vida sustentável e ajustada o a cada um.

Anúncios

Os comentários estão encerrados.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: